Ovo para quem treina

Ainda há a dúvida se o ovo é mocinho ou um vilão para a saúde. Sempre existiu a crença de que o ovo é um alimento que aumenta o colesterol. Embora este seja um dos principais alimentos escolhidos por atletas. Mesmo assim, o ovo para quem treina é reduzido apenas pela clara, e a gema quase sempre é retirada.

O ovo contém cerca de 50% de ômega 9, ácido graxo monoinsaturado, gorduras saturadas e poli-insaturadas (ômega 6 e 3), explica o nutricionista esportivo Rodolfo Peres. O alimento proporciona benefícios para a saúde, rico em caroteinoides que favorece a saúde ocular, e é uma fonte de colina.

A gema e o colesterol

Colesterol que é um tipo de gordura, mas quando não sofre oxidações, ela é boa. O aumento de colesterol está diretamente ligado ao estilo de vida e alimentação das pessoas, e ainda a predisposição genética. O cardiologista e nutrólogo Lair Ribeiro afirma que o ovo é um superalimento, e que as pessoas deveriam consumir mais ovos inteiros. Nada de forma excessiva, mas pode incluir um ovo nas refeições todos os dias sem medo.

Ovo na dieta
Ao desenvolver um plano alimentar para alguém, o nutricionista leva em consideração seu estilo de vida, saúde e objetivos. E muitas vezes o ovo para quem treina deve ser consumido em maior quantidade a clara, do que a gema. Isto porque um inteiro possui seis gramas de proteína e seis de gordura que está concentrada na gema.

Já a clara possui três gramas de proteínas e não tem valor significativo de gordura, por isso quando o intuito é perda de peso, a dieta deve ser feita com baixo teor de gordura, o nutricionista reduz a quantidade de gemas que atleta deve comer e deixa apenas as claras. Tudo vai de acordo com o objetivo e nutrição de cada um.

Você também vai gostar deste post: https://blog.wiki4fit.com.br/2018/02/05/receita-de-bebida-energetica-para-antes-treino-ou-trabalho/

 

Compartilhe

Deixe uma resposta

FOLLOW @ INSTAGRAM