Treinar em Jejum Vale a Pena?

O jejum está em alta.


Existem várias estratégias de Jejum, desde o intermitente, o jejum dia sim/não, jejum só nos fins de semana etc.
A base científica sobre os benefícios dessa prática para saúde já é razoavelmente grande. 
Agora tem um detalhe que é importante.
O horário do seu treino.
Você pode treinar em duas situações: Em Jejum ou na janela de alimentação. 
E isso faz diferença? 
Sim!
É claro que muita gente treina em jejum e se sente bem. 
Mas isso não quer dizer que essa seja a melhor estratégia. 
Eu particularmente já experimentei o Jejum Intermitente e treinei pesado em Jejum.
Tenho inúmeros clientes fazendo Jejum com sucesso no emagrecimento. 
Mas certamente não é a melhor maneira de obter a máxima performance nos seus treinos. 
E pra mim essa é uma parte vital do processo no longo prazo. 
O Treino é a engrenagem principal da mudança estética, emagrecimento e definição muscular. 
Aguentar treinar é uma coisa mas evoluir no treino, aumentar a performance e ganhar massa muscular é fundamental. 
Por isso minha recomendação é que você não treine em Jejum, em especial a musculação que costuma ser um treino de mais alta intensidade do que uma caminhada, por exemplo. 
Eu tenho uma estratégia que funciona muito bem que é uma suplementação Intra-treino visando exatamente alimentar os músculos durante o horário de maior demanda.
Portanto podemos concluir que: 

  1. Sim o Jejum é uma estratégia interessante para muita gente
  2. Treinar em jejum, especialmente a Musculação, não é a melhor opção. 

Texto enviado por: Fábio Veras – CEO do CEFIS – Centro de Excelência Física de Brasília . Parceiro da Wiki4fit desde 2014.

Quer contribuir com o conteúdo do nosso blog? Entre em contato conosco para saber como.

Você também vai gostar deste post:  https://blog.wiki4fit.com.br/2018/12/20/exercicios-como-medicina/

Compartilhe

Deixe uma resposta

FOLLOW @ INSTAGRAM