A idade ideal para iniciar a vida esportiva

É de conhecimento popular que praticar atividades físicas é saudável e traz benefícios a saúde. Mas o assunto: iniciação esportiva infantil, traz muitas dúvidas e por diversas vezes torna-se polêmica. Afinal, existe um momento ideal para começar a praticar algum esporte? Alguns especialistas em psicologia e pedagogia explicam que sim, é necessário respeitar cada momento e fase das crianças

Esporte desde bebê
O único esporte recomendado pela SBP- Sociedade Brasileira de Pediatria para crianças à partir dos 6 meses de idade, é a natação. Por todos os benefícios conhecidos que ela oferece. Mas em particular para esta idade, a água traz a lembrança do útero materno, por isso, a natação tende ser atrativa para os bebês, além de aguçar os sentidos deles, ajudando-os a desenvolver os movimentos e também a confiança na água e nas pessoas que o auxiliam, que na maioria das vezes são os próprios pais.

Só que para aplicar esta atividade, a escola deve obedecer alguma exigências, as aulas de natação precisam conter atividades lúdicas e com estímulos sensoriais, nada além disso.

Brincadeira de criança
Fora a natação, é preciso estudar bem os benefícios de outros esportes para crianças. Até os 6 anos de idade, os pais devem se concentrar em incentivar os filhos a brincar e aproveitar bem esta fase da infância. A principal atividade dos pequenos deve ser a diversão, brincadeiras dentro de casa, ao ar livre, correr, ter acesso a brinquedos educativos, à atividades que despertam a curiosidade, a imaginação, função motora e coordenação.

As brincadeiras coletivas infantis são excelentes alternativas para o desenvolvimento da garotada. Jogos com bola, jogos interativos, os que formam equipes como queimada, pega-pega, jogos de tabuleiro em grupo, e outros que encorajam a criança pensar e se divertir em conjunto e ajudam a interagir socialmente, ensina a compartilhar ideias, usar a criatividade e se relacionar com outras pessoas. Para o esporte, esse é um fator fundamental.

Esporte na escola

As crianças tem acesso ao esporte (principalmente jogos de quadra) na escola, durante as aulas de educação física, muitos aprendem a gostar e buscam desenvolver melhor suas habilidades em determinado esporte à partir deste momento. Algumas crianças praticam artes marciais, natação e outras atividades fora do ambiente escolar porque seus pais buscam estas alternativas independentes. E outros demoram um pouco mais para encontrar algo compatível com suas aptidões.

Pequenos esportistas
Crianças que aprendem a gostar do esporte começam cedo, mas em todas as modalidades é essencial que tenham o acompanhamento de um profissional de educação física. A criança deve receber orientações e acompanhamento durante seu desenvolvimento para que seu caminho no esporte seja prazeroso e acima de tudo, saudável. Uma criança mal orientada pode ter seu desempenho prejudicado e esse caminho se tornar traumático.
Educadores físicos aconselham que para uma criança começar a participar de pequenas competições, devem ter acima de 8 anos de idade. Competir exige treinos físicos e psicológicos. Requer preparo para saber ganhar e perder.

Saúde da criança
Assim como os adultos, crianças também correm riscos de desenvolver lesões devido à prática esportiva. Por isso é tão importante o acompanhamento de um profissional e também a visita regular no pediatra.

Mas também há pontos positivos e benefícios na iniciação esportiva das crianças, elas tendem a se tornar adolescentes e adultos mais ativos. E se combinar o esporte com uma alimentação saudável, correm menos risco de obter obesidade, e doenças como hipertensão, diabetes, e outros problemas de saúde.

Os benefícios da iniciação esportiva para crianças
A iniciação esportiva infantil está em todos os esportes, e cada um deles oferece vantagens peculiares de acordo com sua prática. Mas o que todos tem em comum, é que não se deve exigir ritmos que ultrapassem os limites físicos e psíquicos das crianças. O profissional deve atuar de forma inteligente com atividades leves e moderadas, sempre pensando no crescimento e desenvolvimento desses pequenos. Quando o trabalho é bem feito, os benefícios são inúmeros:

– maior domínio corporal;

– disciplina;

– ganho de condicionamento físico;

– Melhora a respiração e até crises alérgicas;

– Mais flexibilidade e equilíbrio;

– Desenvolve a sensibilidade motora;

– Melhora o relacionamento interpessoal;

Ao mesmo tempo que a criança pratica o esporte, ela brinca, se diverte e sente prazer com aquela atividade. Não se pode forçar ou interferir nas escolhas dos filhos, são eles quem determinam o que gostam e querem praticar.

Compartilhe

Deixe uma resposta